quinta-feira, 31 de julho de 2014 22:50

 

  1. PROGRAMA PAULO FREIRE – PERNAMBUCO ESCOLARIZADO

 

Apresentação

O Programa Paulo Freire – PE Escolarizado, desenvolvido no marco do Programa Brasil Alfabetizado - MEC/SECADI, constitui iniciativa do Governo do Estado de Pernambuco em seu compromisso como Plano Nacional de Educação, destinando-se à alfabetização e letramento de jovens, adultos e idosos e tem como áreas de abrangência municípios integrantes das Regiões de Desenvolvimento (RD) do Estado de Pernambuco que apresentam elevada taxa de analfabetismo, destacando-se como prioridade os 101 municípios com IDH abaixo da média Estadual.

A Secretaria de Educação, através do Programa promove a alfabetização e seguridade social por meio de ações intersetoriais, tendo como objetivo consolidar a aprendizagem da leitura, da escrita, dos cálculos aritméticos e promover a cultura de Direitos Humanos, numa perspectiva que articule o mundo do trabalho à prática social.

No Exercício 2012/2013 as ações do Programa estarão regidas pela Resolução FNDE/CD nº 44, de 05 de setembro de 2012.

Objetivo

Promover uma educação de qualidade social para a população jovem, adulta e idosa não alfabetizada, assegurando seu ingresso e permanência no processo educativo, garantindo-lhes as oportunidades necessárias à apropriação do conhecimento formal, exercício da cidadania ativa e seguridade social.

Qual o público atendido pelo Programa?

Pessoas com 15 anos ou mais, não alfabetizadas, residentes em zona urbana, zona rural, em terra indígena, terra quilombola, assentamento ou acampamento rural, ilhas, templos religiosos, periferias de grandes, médios ou pequenos centros urbanos, áreas de risco, nos chamados “territórios especiais de Cidadania”, onde atua o Programa Governo Presente/Pacto pela Vida, pescadores, moradores do litoral e áreas ribeirinhas, conforme os assistidos pelo MPA/Programa Pescando Letras, e adultos em cumprimento de penas em unidades prisionais e jovens em regime de restrição de liberdade, em unidades de medidas sócio educativas(CASES/FUNASE).

 

Qual a duração do curso de alfabetização

Oito meses, totalizando 320hs/atividades.

Em quais espaços podem funcionar turmas do Programa?

As turmas de alfabetização deverão funcionar em espaços ou locais de uso público, garantindo-lhes as condições de infraestrutura necessárias para seu funcionamento, isto é, em todoe qualquer espaço social com condições de organizar uma sala de aula: escolas estaduais, municipais, comunitárias e particulares, empresas,  sindicatos, templosreligiosos, associação de bairro, casa do alfabetizador, entre outros.

Como a pessoa não alfabetizada pode se inscrever?

A pessoa não alfabetizada ou aqueles que a estejam apoiando, devem dirigir-se à Secretaria de Educação e/ou às instituições/entidades parceiras atuantes em seu município e preencher o cadastro de inscrição. Para preenchimento do cadastro de inscrição não é o brigatória à apresentação de documentação pessoal, mas estando de posse dos mesmos deverá apresentá-los.

Com o montar uma turma/núcleo de alfabetização?

  1. Identificar cidadãos com vínculo social com a comunidade, perfil exigido e disponibilidade para atuação voluntária nas funções de alfabetizador e coordenador de turma;
  2. Identificar, mobilizar jovens, adultos e idosos não alfabetizados, para ingresso em turmas de alfabetização;
  3. Identificar, preferencialmente na comunidade, espaços sociais que possam ser utilizados como sala de aula;
  4. Preencher formuláriosde cadastramentoe entregar nospostosde inscrição.

 Atenção aos quantitativos de aluno/turma por núcleo

Núcleo Urbano

Núcleo do Campo

05 turmas

05 turmas

Turmas Urbanas

Turmas do Campo

Mínimo

Máximo

Mínimo

Máximo

14 alunos

25 alunos

07 alunos

25 alunos

Duas turmas com o mesmo alfabetizador

Duas turmas com o mesmo alfabetizador

1ª. Turma

2ª. Turma

1ª. Turma

2ª. Turma

20 alunos

14 alunos

20 alunos

07 alunos

 

(*) Só será admitida a abertura de nova turma em local e horário em que já existam turmas em funcionamento, quando estas não comportarem todos os novos alunos.

(**) As turmas de alfabetização que funcionam em unidades prisionais ou de cumprimento de medidas socioeducativas em meio fechado deverão respeitar o número total de alfabetizandos por turma definido pela respectiva instituição.

(***) Orientamos a não formar as turmas pelo quantitativo mínimo de alunos sob-risco do cadastro não ser efetivado em Sistema.

Como proceder para ser alfabetizador, intérpretede LIBRA Sou coordenador de turma?

As pessoas interessadas deverão, dentro do calendárioprevisto, dirigir-se à Secretaria de Educação e/ou às instituições/entidades parceiras atuantes em seu município, preencher o cadastro de inscrição e apresentar cópia dos documentos abaixo relacionados.

  • Registro Geral (RG).
  • Comprovante de Pessoa Física (CPF).
  • Comprovante de endereço (contade luz,água ou de telefone fixo).
  • Comprovante de escolaridade.
  • Comprovante de experiência em Alfabetização e Educação de Jovens e Adultos, caso o tenha.

Qual o perfil para ser alfabetizador?

  1. Ser preferencialmente, professor da rede pública de ensino;
  2. Ter, no mínimo, formaçãode normal médio completo ou equivalente;
  3. Ter e comprovar experiência anterior em educação, preferencialmente, em educação de jovense adultos;
  4. Ser capaz de desempenhar as atividades em conformidade com a Proposta Político Pedagógica do Programa.
  5. Deve ter disponibilidade para participar da formação inicial e continuada de educadores voluntários.

 Qual o perfil para ser Coordenador de turmas?

  1. Ser preferencialmente, professor da rede públicade ensino;
  2. Ter formação em nível superior em Educação,já concluído ou em curso;
  3. Ter e comprovar experiência anterior em educação, preferencialmente, em educação de jovens e adultos;
  4. Ser capaz de acompanhar o trabalho em desenvolvimento nas turmas e de desempenhar todas as atividades previstas na Proposta Político-Pedagógicado Programa.
  5. Ter disponibilidade para participar da formação de coordenadores de turma

Qual o perfil para ser Tradutor-intérprete de LIBRAS?

  1. Ser, preferencialmente servidor da rede pública de ensino;
  2. Ter, no mínimo, formação de nível médio completo;
  3. Ter e comprovar experiência anterior em educação;
  4. Comprovar ter graduação em Letras/Libras Bacharelado ou certificado obtido por meio do Programa Nacional de Proficiência em LIBRAS (Prolibras), apresentando a devida documentação para ser anexado ao SBA;
  5. Ter disponibilidade para participar da formação de coordenadores de turma
  6. Ser capaz de desempenhar todas as atividades descritas para os tradutores-intérpretes de Libras em conformidade com a Proposta Político Pedagógica do Programa.

 

Qual a carga horária semanal de trabalho dos educadores voluntários?

Voluntário

Carga Horária

Alfabetizador

12hs/ semanais em alfabetização

Coordenador de Turma

12hs/s semanais em acompanhamento pedagógico

  

Quais os benefícios assegurados pelo Programa?

Beneficiário

Benefícios

Alfabetizando

Material didático, materialescolar, auxílio merenda e certificação.

Alfabetizador

Formação, material pedagógico, literárioe bolsa auxílio.

Coordenadorde Turma

Formação, material pedagógico, literárioe bolsa auxílio.

 

Qual o valor da bolsa auxílio?

Tipo de Bolsa

Beneficiário

Valor Total Edição (*)

Classe I

R$ 400,00 (quatrocentos reais) mensais para o alfabetizador e para o tradutor-intérprete de Libras, que atuam em uma turma ativa.

R$3.200,00

Classe II

R$ 500,00 (quinhentos reais) mensais para o alfabetizador que atua em uma turma ativade população carcerária ou de jovens em cumprimento de medidas socio educativas;

R$ 4.000,00

Classe III

R$ 600,00: (seiscentos reais) mensais para o alfabetizador e tradutor-intérprete de Libras que atuam em duas turmas ativas Alfabetização ativas que inclui jovens,adultos e idosos surdos;

R$ 4.800,00

Classe IV

R$ 600,00: (seiscentos reais) mensais para o alfabetizador- coordenador de cinco turmas de alfabetização ativas;

R$ 4.800,00

Classe V

R$ 750,00 (setecentos e cinquenta reais) mensais para o alfabetizador que atua em duas turmas ativas, de estabelecimento penal ou de jovens em cumprimento de medidas socio educativas.

R$ 6.000,00

 

(*)Valor total da bolsa auxílio para voluntários atuantes nos 8 (oito) meses de aula. Abolsa auxílio é destinada a custeio de deslocamento e apoio ao desempenho da função.


Quais as condições para que o bolsista tenha direito à bolsa auxílio?

Cumprir todas as determinações necessárias à função desempenhada e estar em dia com a entrega de fichas de frequência dos alfabetizandos erelatórios juntoa Gerência Regional de Educação.

Quando as aulas poderão ser iniciadas?

As aulas poderão ter início após a convocação formal expedida pela Coordenação Regional do Programa e está condicionada ao cumprimento da carga horária de formação inicial e assinatura do Termo de Voluntariado.

Como proceder para ser um município parceiro?

Os municípios interessados em participar do Programa devem dirigir-se à Gerência Regional de Educação para conhecer o Programa e, havendo interesse em formalizar sua participação, deverá assinar o Termo de Adesão, apresentando a sua previsão de meta anual de alfabetização de jovens, adultos e idosos.

Como proceder para ser uma instituição/entidade ou empresa parceira?

As instituições/entidadese empresas interessadas em participar do Programa devem dirigir-se preferencialmente a Coordenação Municipal do Programa ou à Gerência Regional de Educação para conhecer o Programa; havendo interesse em formalizar sua participação, deverá assinaro Termo de Adesão, apresentando a sua previsão de atendimento anual de alfabetização de jovens,adultos e idosos.

 

Prazos de cadastramento nas Gerências Regionais de Educação

 CALENDÁRIO DA EDIÇÃO 2012/2013

Ações

1ª Entrada

2ª Entrada

3ª Entrada

Recebimento de Cadastronas GRE´S

Outubro/2012

Novembro/2012

Dezembro/2012

Pré-triagem GRE

Novembro/2012

Dezembro/2012

Janeiro/2013

Seleção de Cadastros

Fevereiro/2013

Março/2013

Maio/2013

Listagem 1ª Etapa da Seleção de alfabetizadores e coordenadores

Março/2013

Maio/2013

Junho/2013

Cadastramento Eletrônico/SBA

Fevereiro a Março/2013

Abril a Junho/2013

Maio a Julho/2013

Listagem de Selecionados e relação de alunos

Maio/2013

Junho a Julho/2013

Julho a Agosto/2013

Listagem de não selecionados

Maio/2013

Junho/2013

Agosto/2013

Formação para alfabetizadores e coordenadores selecionados

Abril a Junho/2013

Abril a Julho/2013

Junho a Setembro/2013

Início de Aula e ativação de turmas

Maio a Junho 2013

Junho a Julho/2013

Junho a Setembro/2013

Listagem consolidada de alfabetizandos, alfabetizadores e coordenadores.

Agosto/2013

Outubro/2013

Novembro/2013

 

 

1ª Entrada

GRE’S: Araripina, Petrolina, Floresta, Afogados da Ingazeira e Salgueiro

2ª Entrada

GRE’S: Limoeiro, Nazaré da Mata,Caruaru Recife Norte,Recife Sul e Vitória de Santo Antão.

3ª Entrada

GRE’S: Arcoverde, Barreiros, Metro Sul, Metro Norte, Palmares e Garanhuns.

  (*) Este calendário foi elaborado em consonância com a Resolução FNDE/MEC no. 44 de 05 de setembro de 2012, estando  sujeito a alterações em decorrência da aprovação do Plano Plurianual de Alfabetização pelo MEC/SECADI.

 

GERÊNCIAS REGIONAIS DE EDUCAÇÃO

 

PLANILHA DE CONTATOS DOS COORDENADORES REGIONAIS

GRE

NOME

TELEFONE

Email

Afogados da Ingazeira/Sertão do Pajeú

Genaldir Rodrigues dos Santos

(87) 3838-8928 /3838-8904

afogadosppf@gmail.com

Araripina/Sertão do Araripe

Ivania Maria de Alencar Carvalho

(87) 3873-8317 /3873-8302

araripinappf@gmail.com

Arcoverde/Sertão do Moxotó

Romero Nunes da Silva

(87) 3821-8632 /3821-8417

arcoverdeppf@gmail.com

Barreiros/Litoral Sul

Sandra Zilma Azevedo Leite

(81) 3675-1447 /3675-2075

barreirosppf@gmail.com

Caruaru/Agreste Centro Norte

Heloisa Feitosa de Andrade

(81) 3719-9538 /3719-9533

grecaruaruppf@gmail.com

Floresta/Sertão do Submédio São Francisco

Ladjane de Lima e Silva Souza

(87) 3877-1358 /3877-4902

florestappf@gmail.com

Garanhuns/Agreste Meridional

Célia Patrícia Rezende de Barros

(87) 3671-8418 /3671-8407

garanhunsppf@gmail.com

Limoeiro/Vale do Capibaribe

Maria de Lourdes Tavares da Silva

(81) 3628-8701 /3628-8706

limoeiroppf@gmail.com

Metropolitana Norte

Mary Mirtes do Nascimento

(81) 3182-2605 /3182-2592

metronorteppf@gmail.com

Metropolitana Sul

 

(81) 3182-2540 /3182-2570

metrosulppf@gmail.com

Nazaré da Mata/Mata Norte

 Maria  Betânia Bezerra Melo

(81) 3633-4900 /3633-4919

nazareppf2@gmail.com

Palmares/Mata Sul

Edilene Margarida do Nascimento

(81) 3662-1512 /3662-1512

palmaresppf@gmail.com

Petrolina/Sertão do Médio São Francisco

Yolanda Almeida

(87) 3866-6359 /3864-2195

ppfpetrolina@gmail.com

Recife Norte

Geruzita Silva

(81) 3181-2608 /3181-2609

ppfrecifenorte@gmail.com

Recife Sul

Maria Graciete Mergulhão Grisostomo

(81) 3182-2528 /3182-2500

recifesulppf@gmail.com

Salgueiro/Sertão Central

Márcia Peres Alencar cruz

(87) 3871-8410 /3871-0480

salgueiroppf@gmail.com

Vitória de Santo Antão/Mata Centro

Maria de Fátima da Silva

(81)3526 8952 /3526-8932

grevitoria.pf@gmail.com

 
 ARQUIVOS PARA DOWNLOAD:

   Maiores Informações:www.educacao.pe.gov.br/

   Programa Paulo Freire: Setor de Mobilização – Telefone: 3183-9002 – E-mail: mobilizacaoppf@gmail.com




Av. Afonso Olindense, 1513 | Várzea | Recife-PE |
CEP: 50.810-000 | Fone:(81) 3183.8200
Fale com a Ouvidoria 0800.286.8668