quarta-feira, 25 de maio de 2022 22:11

Cápsula do tempo é colocada na EREM Gumercindo Cabral para memorizar vivências durante a pandemia

Com cartas da comunidade escolar, familiares e parceiros, a cápsula será aberta daqui a 10 anos



Aline Rangel - 21/12/2021 14:08h


Créditos: Divulgação

Os últimos anos foram de incertezas e insegurança para todos devido a pandemia da covid -19. Refletindo sobre essa experiência a professora Marileide Gonçalves, da Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Gumercindo Cabral, localizada em Terra Nova, decidiu manter vivo esse momento através de registros com produções de cartas feitas pela comunidade escolar e parceiros, foi assim que nasceu o projeto "Cápsula do tempo da pandemia”.  

 

O objetivo desse projeto é deixar registrado para as gerações futuras da escola os sentimentos de todos no tempo da pandemia da COVID- 19. A cápsula contém registros de estudantes, familiares, funcionários, parceiros e equipe da GRE do Sertão Central, por um período de dez anos, 2021/2031. Dentro da cápsula também foram depositados projetos e registros fotográficos das vivências na escola.

 

Foram registrados sentimentos e dados referentes ao funcionamento da escola, as aulas remotas online, remota off-line e uso das tecnologias no processo ensino aprendizagem. “Visto que foi um período de muitos desafios, porém não nos impediu de desenvolver todas as ações previstas e obtermos resultados satisfatórios. E a forma de memorizar essa vivência, foi a produção de cartas pela comunidade escolar e também por parceiros, com o intuito de que as futuras gerações da comunidade EREM Gumercindo Cabral tenham o conhecimento que, mesmo em tempo pandêmico a escola não parou e isso só foi possível com a força do trabalho coletivo”, declara a professora Marileide. 

 

“A ação nos proporcionou a oportunidade de deixar registrado para a nossa posteridade a nossa vivência, os nossos sentimentos com relação ao período pandêmico. Foi um momento único e emocionante ao escrever a carta, que quando lida despertará nas mesmas um sentimento nostálgico e emocionante de conhecer histórias de pessoas que passaram por esse processo difícil e doloroso que foi a pandemia, porém enriquecido pelas conquistas, vitórias e pelos bons resultados”, relata a coordenadora pedagógica e professora, Eloisnete de Kácia . 

 

“Deixar um pouco da nossa história registrada foi um momento emocionante, falar sobre o que vivemos, sobre o que conquistamos, e no futuro vamos ler nossas cartas e com certeza será um momento único em nossas vidas. Esse projeto está eternizando nossos sonhos para o futuro após um período tão dificil”, diz o estudante Carlos Daniel. 

 

Para Maria das Graças, professora readaptada na função de apoio pedagógico, o projeto é uma forma de eternizar sentimentos. “Me senti lisonjeada em fazer parte do Projeto Cápsula do Tempo da EREM Gumercindo Cabral no qual proporcionou-me memorizar meus sentimentos, desafios e conquistas, além de uma forma de escrituração de uma história memorável para o profissional do futuro como forma de experiência e superação, como também reafirmar que em tempos pandêmicos ressignificamos nossos saberes e nossas culturas”, pontua.

 

 

 

 

 


Enviar Mensagem

Voltar



Av. Afonso Olindense, 1513 | Várzea | Recife-PE |
CEP: 50.810-000 | Fone:(81) 3183.8203
Fale com a Ouvidoria 0800.286.8668