segunda-feira, 21 de junho de 2021 09:56

Projeto Madrinhas de Turma é instrumento motivacional do processo de ensino-aprendizagem

Mães foram escolhidas pelos estudantes para participar ativamente do dia a dia escolar



Aline Rangel - 07/05/2021 14:47h


Créditos: Divulgação

A Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Pedro Tavares, localizada em Camutanga, na Mata Norte de Pernambuco, vem realizando o projeto "Madrinhas de Turma". A ação surgiu em 2020 com a percepção da necessidade de promover mais oportunidades de participação dos familiares em atividades cotidianas dos estudantes, visando colocar a família como instrumento motivacional do processo de ensino-aprendizagem.

 

As madrinhas foram escolhidas pelos estudantes e participam ativamente dos projetos, enviando mensagens de incentivo para os jovens, realizando ações de busca ativa aos estudantes que residem na área rural e participam de reuniões de pais e mestres de forma remota. Além de toda essa participação, elas deram início a dois projetos: “Meninas empoderadas”, que promove debates sobre vários temas relacionados ao empoderamento feminino, e “Viajando no mundo da leitura”, ação que busca promover o hábito da leitura, não só para os discentes, mas também para seus familiares.

 

“Estou muito feliz com os resultados do Projeto Madrinhas de Turmas, pois as vivências das mães participantes em 2020 convergiram para a melhoria do processo educativo no nosso contexto escolar em tempos de pandemia. As mensagens de incentivos, a busca ativa de estudantes no privado e a participação nas reuniões remotas de pais e mestres mexeram com o emocional dos estudantes, favorecendo a permanência de muitos nas aulas remotas. Ao meu ver, todas essas ações se traduzem em oportunidades de valorização da relação família-escola, por investirem no fortalecimento da saúde emocional dos atores da escola”, pontua Arão Correia, gestor da unidade de ensino.

 

Para as mães/madrinhas, esse é um momento especial. Para Cícera Lucia da Silva, exercer esse cargo é uma demonstração de amor. “Estou muito feliz por ser madrinha de turma. Essa é uma forma de demonstrar o grande amor que sinto pela minha filha, estando mais presente no ambiente escolar e ajudando também os colegas dela”. Já Marcília Araújo define o momento como uma oportunidade de ensinar ainda mais valores aos estudantes. “Me sinto honrada e feliz. Com essa função posso levar aprendizagem de valores humanos e valores de vida como maior prova do amor de Deus a todos os jovens”. Mãe e também professora, Jailma Andrade se sente honrada em participar diretamente na educação dos meninos. “Fiquei muito feliz em ser convidada para estar ainda mais próxima da vida escolar do meu filho. Tenho aprendido muito com o grupo e desde então tenho contribuído significativamente para o aprendizado dele e dos colegas de turma”.

 

Para os estudantes, ter as madrinhas também é de extrema importância para o ensino aprendizagem. “Minha madrinha de turma nos ajudou bastante nos projetos, estava sempre presente procurando saber se estávamos realizando nossos exercícios, nos motivando a estudar e isso me deixa muito feliz”, fala Adácya Andrade. Filho de uma madrinha, Tiago  Lucas é só orgulho. “Minha mãe é uma mulher guerreira, sempre cuidou de mim com muito amor e dedicação e agora presente na escola ela incentiva não só a mim, mas a todos da minha turma, sempre muito atenciosa e cheia de palavras de incentivo”.

 


Enviar Mensagem

Voltar



Av. Afonso Olindense, 1513 | Várzea | Recife-PE |
CEP: 50.810-000 | Fone:(81) 3183.8203
Fale com a Ouvidoria 0800.286.8668