sexta-feira, 19 de julho de 2019 14:10

Segunda etapa dos Jogos Paralímpicos de Pernambuco agita o Parque Santos Dumont e Compaz do Cordeiro

Atletas de sete municípios participaram das competições



Assessoria de Imprensa - 10/06/2019 11:09h


Créditos: Pedro Menezes

O Parque e Centro Esportivo Santos Dumont, em Boa Viagem, e o Compaz Ariano Suassuna, no Cordeiro, receberam, no último sábado (8), as fases Zona da Mata e Regional Metropolitana do Recife dos Jogos Paralímpicos de Pernambuco. Cerca de 250 atletas de sete municípios do Estado participaram de disputas em sete modalidades: atletismo, xadrez, badminton, karatê, tênis de mesa e dança, realizadas no Santos Dumont, e natação no Compaz.

Na pista de atletismo do Parque, a arquibancada composta por amigos e familiares dos atletas estava agitada. A cada prova, gritos de incentivo que encorajavam os competidores. E foi também movido pelo entusiasmo da torcida que o velocista Wellington Gomes, de 21 anos, alcançou a melhor marca da sua categoria (T11 - deficiente visual) na modalidade salto a distância, com 4 metros e 35 centímetros. Para o jovem, que subiu ao pódio com sorriso largo e bastante emocionado, os Jogos Paralímpicos de Pernambuco têm um significado importante na vida de quem sempre lutou por inclusão.

"Quando eu me descobri atleta, há três anos, minha vida mudou. Passei a me respeitar, a me sentir mais produtivo, e encarar a vida com outros sentidos. Hoje eu tenho sonhos de ser um grande velocista e estou impressionado com a minha marca, porque é a segunda vez que disputo uma competição tão grande. Esses jogos só motivam ainda mais a gente, que também quer ser reconhecido, quer espaço, quer ser incluído na sociedade e respeitado como atleta", disse.

No dojô do Parque Santos Dumont, a karateka Herica Patrícia, de 36 anos, que tem síndrome de down, venceu a competição do dia e mostrava orgulhosa a medalha de primeiro lugar desta etapa dos jogos. A faixa-preta é uma dos quatro atletas com necessidades específicas do local que vai disputar o Campeonato Brasileiro de Karatê no mês de outubro, em Gramado, Rio Grande do Sul. Acompanhada da mãe, que não perde uma competição sua, Herica não conseguia disfarçar o orgulho que estava sentindo de si naquele momento.

"Ela pratica o karatê há dez anos e faz dança aqui no Santos Dumont. As duas atividades são muito importantes para o desenvolvimento dela, como a disciplina, a socialização e responsabilidade. Eu fico muito feliz com essas conquistas da minha filha e sou muito grata a esse espaço que o Governo dá a esses jovens e adultos. É mais um motivo para eles sonharem", frisou a dona de casa Josiane dos Santos, mãe da atleta.

Os Jogos Paralímpicos de Pernambuco 2019 contam com três fases regionais. A primeira foi disputada em Petrolina, no dia 23 de maio. Paratletas de atletismo, natação, tênis de mesa, futebol de 7 e futsal lotaram o Centro Regional de Esportes e Lazer, Sesi e Parque Josepha Coelho, sedes da competição no Sertão. Ao todo, a competição contou com quase 300 competidores, o dobro de inscritos da edição passada.

A terceira e última etapa dos Jogos será realizada em Pesqueira, válida pela fase Agreste da competição, marcada para os dias 13 e 14 deste mês. Vale destacar que os melhores colocados de cada fase se classificam para a etapa Estadual, realizada no Recife. Os destaques da fase final que possuírem idade escolar, ou seja, até 17 anos, poderão compor a equipe pernambucana e viajar até São Paulo para disputar as Paralimpíadas Escolares, marcadas para novembro.



Enviar Mensagem

Voltar



Av. Afonso Olindense, 1513 | Várzea | Recife-PE |
CEP: 50.810-000 | Fone:(81) 3183.8203
Fale com a Ouvidoria 0800.286.8668