domingo, 26 de maio de 2019 17:56

Projeto Boa Visão retoma atendimento no estado

Ação aconteceu, simultaneamente, em municípios do Agreste e do Sertão de Pernambuco e atendeu 219 pessoas



Assessoria de Comunicação - 15/03/2019 15:25h


Créditos: Pedro Menezes

A Secretaria de Educação e Esportes do Estado, através da Gerência de Programas e Projetos Especiais (GPPE), promoveu, nesta sexta-feira (15), a retomada de atendimentos do Projeto Boa Visão. No município de Limoeiro, Agreste de Pernambuco, cerca de 45 pessoas, entre professores e estudantes, da Escola Estadual Seráfico Ricardo, foram atendidas na UPAE do município onde passaram por consulta oftalmológica e escolha dos óculos. Simultaneamente, houve ação em Garanhuns, também no Agreste, e em Serra Talhada e Afogados da Ingazeira, no Sertão Pernambucano, totalizando 219 atendimentos.

O Projeto Boa Visão tem o objetivo de prestar assistência oftalmológica, através de consultas, aos professores e estudantes das escolas da rede estadual de ensino e, havendo necessidade, fornecer óculos que são produzidos pelo Laboratório Farmacêutico de Pernambuco (Lafepe). Em 2018, o programa realizou cerca de 7.776 consultas de estudantes de 140 escolas e 50 municípios pernambucanos, tendo sido prescritos 5.542 óculos. Na próxima segunda-feira (18), o projeto contemplará estudantes da Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Manuel Bacelar, do município de Riacho das Almas. Os atendimentos serão realizados na UPAE de Caruaru.

De acordo com a gestora da Escola Estadual Seráfico Ricardo, Rosely Raulino, a retomada dos atendimentos promovido pelo Projeto Boa Visão representa um fortalecimento na educação do município, pois vai ajudar estudantes que não têm condição de custear a consulta e os óculos. “Nós temos muitos alunos carentes e às vezes seus pais não têm condição de comprar seus óculos e o projeto vem com essa proposta de ajudar os que mais precisam. Além disso, nós percebemos um melhor desempenho daqueles estudantes que tinham problema de visão e após passar pelo programa mudaram radicalmente na questão da aprendizagem”, pontuou.

A estudante do 8º ano Alana Yasmin, de 12 anos, estava feliz pela oportunidade concedida pelo projeto de fazer o exame e escolher o modelo dos seus óculos. Filha de pais carentes, ela contou que a iniciativa chegou na hora certa, pois sua família estava sem condição de trocar os óculos. “Eu achei muito bom ser uma das contempladas porque neste momento meus pais estão sem condição de me dar um novo. Como eu tenho problema de visão, esta troca veio na hora certa porque às vezes o professor escreve no quadro e eu não consigo enxergar e isso vai me ajudar muito nas aulas”, relatou.  

“A importância de manter um programa como esse não só no município como no estado, demonstra um olhar diferenciado para esses estudantes. Com essa iniciativa, descobre que se eles estão realmente com alguma dificuldade dentro da escola, que seja pela questão da visão, a gente dá o suporte e isso vai ajudá-los no processo de integração e de absorção do ensino”, destacou a gestora da segunda regional de saúde, em Limoeiro, Fabianni Menezes.   

Márcia Rodrigues, gestora de Programas e Projetos Especiais da SEE-PE, avaliou e destacou a relevância do projeto no estado. "A educação de Pernambuco sente-se gratificada em poder participar de uma iniciativa como o Programa Boa Visão. Retomar os atendimentos de nossos estudantes, professores e servidores, reforça o nosso compromisso e empenho em trabalharmos para alcançarmos cada vez mais estudantes e profissionais da educação do estado", finalizou.

Projeto Boa Visão - Criado pela Lei nº 14.511 de 07 de dezembro de 2011, visando promover a assistência oftalmológica direcionada à comunidade escolar da Rede Estadual de ensino de Pernambuco, bem como avaliar a acuidade visual das crianças, professores e demais funcionários das unidades de ensino, o programa é uma parceria entre a Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação e Esportes e o LAFEPE. Atualmente, o projeto atua nas Gerências Regionais de Educação (GREs) Vale do Capibaribe, Mata Norte, Agreste Centro Norte, Agreste Meridional, Sertão do Moxotó-Ipanema, Sertão do Alto Pajeú, Sertão do Submédio São Francisco e Sertão do Médio São Francisco e realiza cerca de 1030 atendimentos mensais nas Unidades Pernambucanas de Atendimento Especializado (UPAEs).

Veja mais fotos aqui.

 


Enviar Mensagem

Voltar



Av. Afonso Olindense, 1513 | Várzea | Recife-PE |
CEP: 50.810-000 | Fone:(81) 3183.8203
Fale com a Ouvidoria 0800.286.8668