domingo, 20 de janeiro de 2019 20:41

Lego Bulls é classificada para a etapa nacional do Torneio de Robótica First Lego League

Equipe da Escola Técnica Estadual (ETE) Porto Digital ficou entre as seis equipes vencedoras da etapa regional



Assessoria de Imprensa - 10/12/2018 17:27h


Créditos: Pedro Menezes
Neste sábado (8) e domingo (9) o Torneio de Robótica First Lego League (FLL) reuniu 40 equipes de escolas públicas e privadas de Pernambuco e do Ceará na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).  Dentre as vencedoras estavam as equipes Water’s Pirate e Space Pirate, da Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Alberto Augusto de Morais Pradines; EREMEC F5, da EREM Eurídice Cadaval Gomes; Falcon Nine, da EREM Escritor José de Alencar; e a equipe Lego Bulls FLL, da EREM Porto Digital, que garantiu uma vaga na etapa nacional que será realizada em março de 2019, no Rio de Janeiro.
 
Durante os dois dias de competição as equipes apresentaram aos juízes os robôs construídos com peças Lego; Core Values (valores humanos que descrevem um modo de atuar em equipe, valorizando o respeito mútuo) e a eficácia dos projetos com base no tema proposto na temporada 2018/2019: Into Orbit, onde as equipes trataram de meios de minimizar os danos físicos e psicológicos acometidos em astronautas em missão espacial. Além disso, os robôs teriam que cumprir missões na mesa de competição, em partidas de dois minutos e 30 segundos cada. Também se via muita animação e trabalho em equipe e o clima passou bem longe da rivalidade.
 
Ao final do segundo dia foram divulgados os seis vencedores que representarão a região na etapa nacional. São eles: New Atom; Visão Elétrons Bot; Legounautas; Legomito; Lego Bulls FLL; e The Best. Ao ver o resultado no telão do ginásio não teve quem conseguisse controlar as lágrimas. “Eu não consigo sequer descrever a sensação de ir mais uma vez para a etapa nacional. A equipe é super envolvida entre si e com a competição, e essa união é visível aos juízes. Não é a toa que também levamos o primeiro lugar na categoria Inspiração”, comentou o professor de Física e técnico da equipe, Leandro Dantas Lima, que agora vai apresentar no Rio de Janeiro o projeto Biorreator, baseado na produção de hidrogênio a partir da utilização de cupins.
 
Pensando na saúde mental e física do astronauta, a equipe Water’s Pirate, da EREM Alberto Augusto de Morais Pradines, construíram um aplicativo com mensagens de apoio, músicas relaxantes e um cronograma de exercício físico para combater o sedentarismo, contribuindo com o bem estar do viajante espacial. “A viagem ao espaço é longa, o astronauta se sente sozinho e com saudades de casa. Alguns deles desenvolvem até um quadro depressivo, e o aplicativo foi pensado para combater esses sentimentos”, contou José Mário, de 21 anos, ex-estudante da EREM e técnico da equipe.
 
Space Pirate, a equipe irmã, como é intitulada por ser da mesma unidade de ensino, elaborou um traje de eletroestimulação, que contém eletrodos e vai ajudar no estímulo corporal do astronauta, visto que o ser humano perde massa muscular durante a viagem espacial. Com o traje, o osso será fortificado diminuindo o risco de osteoporose e atrofiamento dos músculos. Usado em parceria com o aplicativo, ele irá garantir o bem estar físico.
 
O torneio - O Torneio de Robótica FIRST® LEGO® League é um programa internacional de exploração científica, projetado para fazer com que crianças e jovens de 9 a 16 anos se entusiasmem com ciência e tecnologia e adquiram habilidades valiosas de trabalho e de vida. Criado em 1998 pela FIRST® em parceria com o Grupo LEGO, o torneio propõe que estudantes sejam apresentados ao mundo da ciência e da tecnologia de forma divertida, por meio da construção e programação de robôs feitos inteiramente com peças da tecnologia LEGO® Mindstorm®. No Brasil, o Departamento Nacional do Serviço Social da Indústria (SESI) é a instituição responsável pela operação oficial da FIRST® LEGO® League. Desde que passou a operacionalizar a competição, o SESI tem promovido anualmente a organização de torneios regionais e do torneio nacional, a mobilização de novas equipes de robótica, a capacitação de técnicos e avaliadores voluntários, bem como a articulação da competição realizada no Brasil com os operadores internacionais, estimulando a participação de equipes brasileiras em eventos no exterior.


Enviar Mensagem

Voltar



Av. Afonso Olindense, 1513 | Várzea | Recife-PE |
CEP: 50.810-000 | Fone:(81) 3183.8203
Fale com a Ouvidoria 0800.286.8668