sexta-feira, 21 de setembro de 2018 07:02

Caravana da Educação agita o município de Gravatá

Cerca de dois mil estudantes participaram das ações promovidas pela Secretaria de Educação do Estado



Assessoria de Comunicação - 14/04/2018 15:10h


Créditos: Pedro Menezes e Gil Menezes

Escolas lotadas de estudantes, apresentações culturais e competições esportivas, cinema, oficinas de Just Dance, realidade virtual, Slackline e campeonato de jogos virtuais. Tudo isso rolou nesta sexta-feira (13) na cidade de Gravatá, no Agreste do Estado. É que a Caravana da Educação da Gerência Regional de Educação (GRE) Mata Centro passou pela Escola Referência em Ensino Médio (EREM) Professor Antônio Farias e Escola Técnica Estadual (ETE) Professor José Luiz de Mendonça, movimentando cerca de dois mil estudantes nos três pólos – cultural, central e esportivo, respectivamente.

Equilibrados em pernas de pau, estudantes da EREM Cleto Campelo recepcionavam todos que chegavam à EREM Profº Antônio Farias, pólo cultural da Caravana. Na quadra, mais de mil estudantes apreciaram apresentações de grupos de dança, coral e quadrilha junina, além de peças teatrais. O grupo Anarquia, da ETE José Joaquim da Silva Filho, de Vitória de Santo Antão, apresentou uma peça sobre identidade. “Acredito na arte como ferramenta para a desconstrução gradativa das diversas formas de preconceito, e o que encenamos na quadra tem muito a ver com isso. Os textos são de autoria dos próprios estudantes e abordamos o preconceito que é visto no dia a dia contra a negra, o candomblecista, a mulher e o homossexual, por exemplo”, comentou Jefferson Oliveira, integrante do grupo.

No pólo esportivo, o que não faltou foi opção de entretenimento. Para os encantados pela sétima arte, o auditório da ETE Professor José Luiz de Mendonça se transformou em uma sala de cinema e exibiu filme com direito a ingresso e pipoca. Para os estudantes que gostam de jogos clássicos, haviam salas de xadrez, dominó, desafios e jogos matemáticos – criados pelos próprios estudantes na última edição da Exposição de Tecnologia e Ciência (Expotec), além de tênis de mesa. Na quadra poliesportiva, competições de handebol e futsal agitaram a manhã da sexta-feira e fizeram o público ir ao delírio com as jogadas. Os mais aficionados por jogos eletrônicos também tiveram vez: salas de realidade virtual, jogos e campeonato de Counter Strike e Just Dance chamaram a atenção de muita gente. Além do Slackline, para aqueles que eram mais corajosos.

Robson Willams e Caio Lima, ambos de 15 anos, venceram o campeonato de dominó e ficaram muito felizes com o reconhecimento do treinamento árduo que vinham fazendo. “Ser campeão na escola em que a gente estuda é muito gratificante, é uma forma de afirmação do bom treino que fazemos todo dia aqui na escola, durante o intervalo”, comentou Robson. “Todo dia a gente joga dominó, não poderíamos perder a chance de mostrar a nossa habilidade. A Caravana também nos apresentou diversas atividades e aproveitamos o máximo que pudemos, é uma chance de socializarmos com estudantes de outras escolas também”, concluiu Caio.

Depois de tantas atividades, uma pausa para o almoço. À tarde, os estudantes terceiranistas se reuniram na EREM Profº Antônio Farias, que passou a ser o pólo central, onde participaram de palestras de programas e projetos que irão ajudá-los na preparação para os vestibulares e Enem. O projeto Enem Tá Ligado, com foco na preparação para o Enem, e PE no Campus, iniciativa lançada pelo Governo do Estado no final de 2017 que visa fortalecer ainda mais a educação pública de Pernambuco, por meio de um conjunto de ações de mobilização de estudantes e apoio financeiro, mediante bolsas, aos estudantes de baixa renda da Rede Estadual de Ensino que forem aprovados em instituições públicas de ensino superior, foram apresentados aos estudantes.

Ana Xavier, gestora da GRE Mata Centro, avaliou o dia como bastante produtivo. “O que ficou foi a alegria e a satisfação de ter realizado essa festa, ver o brilho no olhar dos estudantes e professores é muito gratificante. Ver o engajamento de todos eles nas reuniões e preparação da Caravana é algo que me alegra muito, enquanto gestora de 39 escolas da GRE Mata Centro”, comentou Ana. “Ver os estudantes empoderados e confiantes, sabendo que eles podem alcançar todos os sonhos me anima muito. É uma forma de incentivo para que nós, adultos – gestores e professores, possamos melhorar cada vez mais e ajudá-los a realizar os desejos”, concluiu.



Enviar Mensagem

Voltar



Av. Afonso Olindense, 1513 | Várzea | Recife-PE |
CEP: 50.810-000 | Fone:(81) 3183.8203
Fale com a Ouvidoria 0800.286.8668