segunda-feira, 20 de março de 2023 12:32

Debate com participação de alunos da UFRPE marca o encerramento da exposição “Quebrando o Silêncio: Pare com a violência contra a mulher”

Evento realizado pela Secretaria de Educação e Esportes foi exposto aos servidores e aos visitantes



Assessoria de Comunicação - 13/03/2023 15:05h


A Secretaria de Educação e Esportes (SEE) realizou, na última sexta-feira (10), a culminância da exposição ‘Quebrando o Silêncio: Pare com a violência contra a mulher’, em alusão ao Dia Internacional das Mulheres, promovido pela Gerência de Educação Inclusiva e Direitos Humanos (GEIDH) na sede da pasta, no Recife. Pela manhã, foi realizado o debate sobre como a educação pode ser um instrumento transformador no combate à violência contra a mulher, com a participação de estudantes da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).

O encerramento do projeto aconteceu no auditório da Secretaria, com um debate facilitado pela escritora Odailta Alves. Estavam presentes a secretária executiva de Desenvolvimento da Educação, Tarcia Silva, a gerente da GEIDH, Vera Braga, com toda a equipe, além de convidados. “Pensar as interseccionalidades entre gênero e raça e fazer essa discussão a partir de uma reflexão entre os atores da educação básica e do ensino superior, sobretudo de cursos de licenciatura, tem grande importância para pensarmos coletivamente ações que visem a equidade de gênero”, destacou Tarcia Silva. 

“Com essa ação, a gente quis mostrar, de forma pedagógica e educativa, que precisamos melhorar nossas relações interpessoais e combater as opressões sofridas pelo coletivo feminino”, disse Vera. 

Odailta Alves, com um currículo de mais de 20 anos de vivência na educação, engrandeceu a conversa com um recorte sobre mulher e raça. “É necessário pensar no dia das mulheres para problematizar questões extremamente necessárias, como o feminicídio, a violência e a desigualdade de gênero. Eu trouxe a visão da mulher negra. Se as mulheres, de uma maneira geral, sofrem opressões, as negras vão sofrer duplamente devido a vários contextos¨, pontuou a educadora.

A aluna e monitora da graduação em Educação Física da UFRPE Lorena Liandra comentou sobre a importância do momento: “Quando iniciei o curso, não tive contato com o assunto. Falar sobre essa temática é um avanço, já que no curso de educação física temos um grande volume de homens”, conta Lorena.

A programação do evento começou no último dia 8 e foi toda voltada para servidores da SEE e visitantes. Nos três dias, a GEIDH expôs, no térreo do Bloco A, sapatos vermelhos com cartazes denunciando o feminicídio. Esse movimento teve início no México, em 2009, com o objetivo de denunciar e causar reflexão sobre a violência contra a mulher. 

 

Confira AQUI as fotos da ação. 

 


Enviar Mensagem

Voltar



Av. Afonso Olindense, 1513 | Várzea | Recife-PE |
CEP: 50.810-000 | Fone:(81) 3183.8203
Fale com a Ouvidoria 0800.286.8668