domingo, 5 de dezembro de 2021 07:29

Escola Pintor Lauro Villares promove atividade sobre o Mês da Consciência Negra

Estudantes leram obras de Inaldete Pinheiro e apresentaram seus resumos em sala de aula



Carina Cardoso - 23/11/2021 18:01h



A Escola Pintor Lauro Villares, situada no Centro de Internação Provisória Santa Luzia, no Prado, Zona Oeste do Recife, promoveu, neste mês da Consciência Negra, uma atividade com estudantes de diferentes etapas de ensino sobre a temática. As estudantes internas leram uma coleção de livros de uma escritora negra pernambucana e apresentaram suas impressões sobre as histórias em sala de aula. O projeto, idealizado pelo professor Carlos Tomaz, visa elevar a autoestima das meninas que chegam no sistema socioeducativo desestimuladas.

 

De acordo com o docente, as estudantes passaram uma semana lendo obras da coleção “Velhas histórias, novas leituras”, da escritora feminista Inaldete Pinheiro de Andrade, uma das fundadoras do Movimento Negro em Pernambuco. Após a leitura, as alunas apresentaram suas impressões sobre os livros, o que aprenderam, e expuseram seus resumos. Em seguida, Tomaz registrou em vídeo trechos dos depoimentos. 

 

“É muito importante esta atividade porque o espaço de privação de liberdade é onde comporta, em sua maioria, pessoas negras. O racismo estrutural deixa de cuidar dessas meninas, e a falta de oportunidades colabora para esta desigualdade social. Essas adolescentes chegam aqui (no Cenip) com a autoestima muito abalada. São meninas que já deixaram a escola. E quando trago essa leitura e a importância que tem essa escritora negra para o nosso movimento, essas estudantes passam a entender que o negro também tem valor”, detalha o professor.

 

Em um dos vídeos, uma das adolescentes faz um resumo das histórias, e diz que a autora a motivou a não desistir dos seus sonhos. “O mês da Consciência Negra representa muito para mim, pois eu sou uma mulher negra. Lendo a história de capoeira de Inaldete, que é sobre uma menina que tenta aprender a luta, eu me senti muito inspirada e não quero desistir dos meus sonhos. Eu sonho em ser enfermeira, e sonho ainda mais depois de saber que a autora é formada em enfermagem. Isso me deixou mais animada e mais fã ainda dela”, disse.

 


Enviar Mensagem

Voltar



Av. Afonso Olindense, 1513 | Várzea | Recife-PE |
CEP: 50.810-000 | Fone:(81) 3183.8203
Fale com a Ouvidoria 0800.286.8668