sábado, 14 de dezembro de 2019 21:44

Merendeiras recebem capacitação na Mata Centro

Ação reuniu profissionais das cidades de Escada, Glória do Goitá, Chã de Alegria, Pombos e Vitória



Assessoria de Comunicação - 11/07/2019 16:21h


Créditos: Marlon Diego

Sustentabilidade. Esse foi o tema debatido na Capacitação de Merendeiras realizada pela Gerência Regional de Educação (GRE) Vitória. A equipe de nutrição reuniu cerca de 45 merendeiras e merendeiros para uma troca de experiências e aprendizado na manhã desta quinta-feira (11) na Escola Técnica Estadual (ETE) José Joaquim, em Vitória de Santo Antão. Participaram desta formação profissionais das cidades de Escada, Glória do Goitá, Chã de Alegria, Pombos e Vitória.

 

Os tópicos abordados mostraram como evitar o acúmulo de lixo, economizar a água e evitar o desperdício do alimento, melhorando o seu aproveitamento. No encontro, os profissionais aprenderam a fazer suco de inhame, chips de banana verde, bolo e creme de jerimum, além de aprender na prática sobre reciclagem, trabalhando com garrafas pet, bandejas de ovo e garrafas de vidro. “Mostrar como trabalhar a merenda de forma sustentável é o nosso objetivo. Queremos cada vez mais levar informação para nossas merendeiras para que elas possam mudar os hábitos alimentares dos jovens na escola”, fala Jaqueline Mendes, nutricionista. 

 

Merendeiras e merendeiros exercem uma função fundamental na escola. Na GRE de Vitória, são 86 profissionais que fazem parte do quadro da merenda escolarizada. O papel deste profissional começa pela reeducação dos estudantes em relação à alimentação. No dia a dia, eles introduzem na refeição dos jovens alimentos ricos em nutrientes que seriam descartados, como a casca da banana, a casca do abacaxi e de outras frutas e legumes, além das raízes e dos talos. “Trabalhar com a alimentação desses jovens é uma imensa responsabilidade, então, as capacitações são extremamente importantes para esse processo. Estou neste ramo há nove anos, já aprendi muito e sei que ainda tenho muito a aprender”, declara Amauri Mauricio, merendeiro da Escola Professora Amélia Coelho, em Vitória. 

 

Na ocasião foram premiadas três merendeiras destaques do primeiro semestre. Receberam esse reconhecimento a merendeira da Escola Vigário Pedrosa, localizada em Escada, Eletice Maria da Silva; Maria Jaqueline de Oliveira, da EREM Antônio Dias Cardoso, de Vitória; e Joseane Teixeira da Silva, da EREM Guiomar Krause, também de Vitória. “Fico muito feliz em receber esse reconhecimento. Todo trabalho realizado na escola é fruto desses momentos, onde é possível encontrar os amigos, trocar experiências e aprender mais, porque há sempre o que aprender”, relata Eletice Maria. Também receberam reconhecimento na formação as escolas com horta em funcionamento, foram elas: Escola Estadual Doutor Fernando Campelo, de Escada, Escola Estadual Olívia Carneiro de Carvalho, Escola Estadual Madre Lucila Magalhães, Escola Estadual Professora Amélia Coelho, ambas em Vitória e a Escola Presidente Costa e Silva, em Chã de Alegria.

 

“É um momento de renovação e construção de um novo trabalho para o semestre que se inicia. Essa ação é de suma importância, pois as merendeiras são base dentro da escola no sentido de desenvolver um trabalho diferenciado na alimentação do nosso alunado”, declara o gestor da ETE José Joaquim, Pedro Bernardo. Na próxima terça-feira (16) a formação será realizada na Escola Técnica Estadual Maria José Vasconcelos, em Bezerros. Estarão presentes merendeiras das cidades de Gravatá, Chã grande, Bezerros, Sairé, Camocim de São Félix, Bonito, Barra de Guabiraba. 

 

 


Enviar Mensagem

Voltar



Av. Afonso Olindense, 1513 | Várzea | Recife-PE |
CEP: 50.810-000 | Fone:(81) 3183.8203
Fale com a Ouvidoria 0800.286.8668