sexta-feira, 19 de julho de 2019 13:50

Secretaria de Educação e Esportes celebra 11 anos de Educação Integral

Pernambuco é pioneiro no País no que se refere a implantação da política pública de educação integral nas escolas



Assessoria de Imprensa - 10/07/2019 17:32h



Há exatamente 11 anos o programa de Educação Integral foi criado pelo então governador de Pernambuco Eduardo Campos. A escola do ensino médio integral e técnico passou a ser uma política pública no Estado, e recebeu experiências inovadoras, abrindo as portas para a tecnologia, tornando-se mais atrativa para os estudantes. De lá pra cá, Pernambuco vem se destacando nacionalmente com a quantidade de unidades de ensino e qualidade da educação ofertada nesta nova jornada de ensino, sendo o Estado com a maior rede de ensino médio integral do Brasil.  

 

O que antes era projeto passou a ser política pública em 2009, com a promulgação da Lei Nº 13.968/2009. A escola em tempo integral é uma estratégia para materializar uma educação que atenda a todos os jovens do Estado, do cais ao Sertão. Pernambuco dispõe, atualmente, de 412 escolas em tempo integral, entre Escolas de Referência em Ensino Médio (EREM) e Escolas Técnicas Estaduais (ETE), que atendem mais de 198 mil estudantes. No início da instituição da política, o Estado contava apenas com 51 unidades de ensino.

 

Para ampliar as possibilidades de qualificação dos pernambucanos e aquecer a economia do Estado, o governo criou, nesses 11 anos, ainda dentro da política pública, 100 polos de educação à distância espalhados por todas as regiões.

 

Dentro dessas escolas se trabalha uma filosofia de educação interdimensional concebida pelo professor mineiro Antônio Carlos Gomes da Costa, que executa fortemente a premissa da pedagogia da presença, do educar para valores e do protagonismo juvenil. Portanto, a proposta da política pública de educação integral em Pernambuco forma jovens autônomos, solidários, competentes e capazes de sonhar e concretizar os seus projetos de vida.

 

Os estudantes encontram um trabalho voltado para o protagonismo juvenil, além da ampliação da carga horária, que varia de 35 a 45 horas semanais, com a proposta de abrir a possibilidade para a juventude e criar oportunidades para que esses jovens consigam se desenvolver na sua integralidade pessoal.


“Hoje a Secretaria está em festa, pois nós continuamos referência no que diz respeito a uma oferta de educação focada no protagonismo juvenil e preocupada com a formação integral dos nossos jovens. São 11 anos de bons resultados, e somos uma rede que cresce ano a ano, priorizando sempre a educação de forma especial. Os nossos bons índices são resultados de um longo investimento e que tem como base uma escola que se propõe a inovar em conteúdo, método e gestão. A nossa meta é universalizar esta política, atendendo a toda a juventude pernambucana, em todos os lugares”, ressalta Maria Medeiros, secretária executiva de Educação Integral e Profissional da Secretaria de Educação e Esportes.

Atualmente, no ensino médio, Pernambuco possui a menor taxa de abandono escolar (1,2%), e a maior taxa de aprovação nesta etapa (94%). O Estado registra a maior trajetória de crescimento no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), sendo a única rede estadual a atingir todas as metas estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC) desde a sua criação.



Enviar Mensagem

Voltar



Av. Afonso Olindense, 1513 | Várzea | Recife-PE |
CEP: 50.810-000 | Fone:(81) 3183.8203
Fale com a Ouvidoria 0800.286.8668