terça-feira, 17 de julho de 2018 10:22

SEE orienta candidatos do projeto Parlamento Jovem Brasileiro

Reunião foi realizada no auditório da SEE com o objetivo de otimizar a participação dos jovens estudantes



Assessoria de Imprensa - 16/04/2018 18:05h


Créditos: Pedro Menezes

Representantes de Gerências Regionais de Educação (GREs), grêmios estudantis, professores e movimentos da Juventude participaram, na tarde desta segunda-feira (16), de uma reunião de apresentação do projeto Parlamento Jovem Brasileiro. A iniciativa é da Secretaria de Educação do Estado (SEE), por meio da Gerência de Programas e Projetos Especiais, e tem como objetivo divulgar o projeto da Câmara dos Deputados, de Brasília, ampliando a participação dos jovens estudantes.

“A secretaria sentiu a necessidade de chegar mais perto dos jovens para otimizar a participação no projeto, aproveitando que estamos em um ano de debates políticos acalorados. As pessoas devem começar a debater o que realmente importa: pensar o Brasil de uma forma mais plural, com seus problemas e propor soluções”, comentou Márcia Rodrigues, coordenadora estadual do Parlamento Jovem Brasileiro e gestora de Programas e Projetos Especiais da SEE.

Os estudantes de Ensino Médio de escolas públicas e particulares podem participar elaborando um projeto de lei em áreas como educação, saúde, meio ambiente, direitos e segurança. Pensando na realidade de seu país e observando os problemas que precisam de solução, o jovem tem que propor possíveis alternativas em formato de propostas de lei sobre qualquer tema. Os projetos de lei selecionados pela Câmara dos Deputados propiciarão aos seus autores participar de uma jornada parlamentar durante uma semana, no mês de outubro, em Brasília.

Maria Laura, professora de Língua Portuguesa da Escola Técnica Estadual (ETE) Porto Digital, veio à reunião para esclarecer algumas dúvidas sobre o projeto. “Acho fundamental que os jovens participem de projetos como este, pois eles passam a se reconhecer como alguém que pode fazer a diferença, escrevendo e se posicionando criticamente sobre algo”, comentou a professora. Ela trouxe a estudante Maria Clara, de 17 anos, para motivá-la a escrever o projeto de lei. “Eu já conhecia o projeto e fiquei bastante entusiasmada com a ajuda da professora Laura. Já tenho uma ideia do que vou propor e será na área de educação”, contou. “Quem estuda, sabe das falhas que ocorrem na educação e saber que a gente pode, de forma efetiva, ajudar na resolução destas falhas é muito gratificante”, concluiu.

As inscrições para o PJB estão abertas até o dia 28 de maio. São 78 vagas ofertadas, sendo quatro para o território pernambucano. Maiores informações, ligue (81) 3183-9304 ou (81) 3183-9292.



Enviar Mensagem

Voltar



Av. Afonso Olindense, 1513 | Várzea | Recife-PE |
CEP: 50.810-000 | Fone:(81) 3183.8203
Fale com a Ouvidoria 0800.286.8668