domingo, 17 de dezembro de 2017 22:20

Estudantes da Escola Padre Lebret lançam curta-metragem

“Eu só queria ser feliz” foi criado e produzido por estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental. Lançamento aconteceu nesta quinta (23), no Teatro do Brum



Assessoria de Imprensa - 24/11/2017 12:18h



Na tarde desta quinta-feira (23) os estudantes da Escola Estadual Padre Lebret, localizada no Ibura, exibiram o primeiro curta-metragem criado na unidade de ensino. O evento foi no Teatro do Brum, no Centro de Convenções, e reuniu turmas do 8º e 9º ano do Ensino Fundamental, professores, gestor e convidados.

O projeto surgiu através de uma oficina de vídeo com a produtora e diretora de curtas Andréa Cohim, realizado com uma turma do 9º ano da unidade de ensino.  Durante a oficina, os jovens aprenderam sobre roteiro, os conceitos de direção, produção fotografia e edição de imagens, noções de enquadramento, linguagem audiovisual e muitos outros temas relacionados a vídeo. “No resultado final é possível ver o desenvolvimento dos estudantes, eles estão à vontade e nem parecem estar fazendo isso pela primeira vez. Foi uma experiência fantástica!”, comentou Andréa Cohim.

No filme, uma situação constrangedora causada por uma atitude arrogante por parte do professor gera uma reflexão em todos os envolvidos. O ator André George Medeiros interpretou o professor e adorou a troca de experiência com os jovens. “A base da profissão do ator é a troca e a base desse trabalho, especificamente, foi a troca de experiências de vida dos alunos e do meu conhecimento na área de atuação. Tenho certeza que esse trabalho vai influenciar na vida deles e ficará marcado como um divisor de águas, pois logo eles se tornarão adultos e todas as lições aprendidas irão contar na formação”, ressaltou.

Para Victor Hugo, de 14 anos, que interpretou Fábio, todo o processo de criação foi muito valioso pelo aprendizado que proporcionou. “Eu fui chamado na direção da escola para receber a notícia de que havia sido escolhido para o personagem Fábio e até eu chegar na coordenação fui pensando em tudo que havia feito nos últimos dias, tentando buscar algo errado. Passado o susto, me senti muito bem. Participar do projeto foi algo maravilhoso, de muita importância para o meu desenvolvimento. Não tinha participado de nenhum projeto parecido antes e adorei a oportunidade”, declarou o estudante do 9º ano.

Veja mais fotos aqui



Enviar Mensagem

Voltar



Av. Afonso Olindense, 1513 | Várzea | Recife-PE |
CEP: 50.810-000 | Fone:(81) 3183.8203
Fale com a Ouvidoria 0800.286.8668