sexta-feira, 24 de novembro de 2017 11:27

Filme produzido por alunos da rede pública é exibido no Cinema São Luiz

Professores e gestores participaram da sessão realizada neste sábado



Assessoria de Comunicação - 12/08/2013 16:05h



Na manhã do último sábado (10) o Cinema São Luiz, na Rua da Aurora, recebeu professores e gestores da rede estadual de ensino para assistir à primeira sessão de cinema do Projeto CineCabeça 2013. Olhos atentos à tela eles puderam conferir o curta-metragem “Alice”, produzido pelos estudantes da Escola Estadual José Maria, de Santo Amaro e assistiram ao longa-metragem “O Palhaço” com direção e atuação de Selton Mello. A sessão também foi aberta a educadores das redes municipais e particulares.
 
Com o tema “A busca pelos sonhos e as escolhas que fazemos no cotidiano”, o CineCabeça homenageou o Palhaço Chocolate, que é educador da rede pública e acredita na arte como forma interdisciplinar de ensino. “Durante 30 anos de atividades em sala de aula, desafiei aquelas aulas convencionais e sempre implantei a arte, hoje me sinto honrado em está sendo homenageado por um projeto magnífico como esse. Teatro e cinema são ferramentas mágicas e é essa magia que temos que levar para a sala de aula”, fala.
 
O secretário de Educação, Ricardo Dantas, participou da sessão e destacou a iniciativa. “Dentre tantas ações desenvolvidas pelo Governo do Estado para resgatar o espírito colaborativo, empreendedor e a criatividade dos alunos, o Cine Cabeça vem somar a todas elas e permitir que os estudantes de forma integrada desenvolvam ainda mais a sua criatividade e sintam-se incetivandos a olhar o mundo de uma maneira diferente e assim formar cidadãos conscientes do seu papel transformador na sociedade”, ressaltou Dantas.
 
O curta Alice, idealizado por Marie Sthephany Marques de 13 anos que cursa o 9º ano,a reflete um momento corriqueiro e familiar na vida dos estudantes adolescentes. “Todo jovem tem um sonho e o CineCabeça me deu a oportunidade, de certa forma, de realizar o meu, estou muito feliz”, declarou. Além de ser autora da história, a estudante foi a atriz principal do filme. 
 
Dentro desse projeto os professores são estimulados a trabalhar de maneira interdisciplinar, e é seguindo essa linha que o professor Wilson Falcão, da Escola Trajano Chacon, incentiva seus alunos. “Quando trago meus alunos ao CineCabeça, a leitura da arte já vem sendo feita no trajeto Escola/Cinema, essa é a grande peça chave, unir a cultura com a disciplina, mostrar ao aluno a importância cultural. As vezes pensamos que para fazer esse tipo de coisa é preciso equipamentos mirabolantes e esse paradigma está sendo quebrado através de projetos como esse. Quando o aluno se vê na tela, em um documentário produzido por ele, assinando a direção e baseado na sua visão de mundo, ele tem noção exatamente do seu papel na sociedade. O CineCabeça tenta dialogar a cultura e a cultura é a chave para enteder o humano”, diz. Após a exibição dos filmes, houve um debate sobre como o conteúdo dos filmes podem ser trabalhados em sala de aula. 
Na ocasião o Ministério Público e o Centro de Atitudes assinaram um protocolo de intenções, visando divulgar a Lei Maria da Penha no Projeto CineCabeça. 
 
CineCabeça – Atuando no tripé educação, cultura e sociabilização, a iniciativa desenvolve ações diferenciadas que otimizam o processo ensino-aprendizagem, atraindo a atenção dos estudantes para estimular sua capacidade de reflexão e criticidade, ampliar sua compreensão de mundo e abrir novas possibilidades de futuro. Carro chefe das atividades, a ação Escola no Cinema recebe estudantes e educadores de 88 escolas públicas estaduais da região metropolitana em temporadas cinematográficas no cinema São Luiz. O projeto oferece, também, curso de iniciação audiovisual e oficina de cineclubismo.
 


Enviar Mensagem

Voltar



Av. Afonso Olindense, 1513 | Várzea | Recife-PE |
CEP: 50.810-000 | Fone:(81) 3183.8203
Fale com a Ouvidoria 0800.286.8668