quinta-feira, 21 de outubro de 2021 09:48

Pernambuco amplia rede de escolas técnicas

Nova unidade foi inaugura em Carnaíba, no Sertão do Estado



Assessoria de Comunicação - 18/09/2013 00:00h



O governador Eduardo Campos e o secretário de Educação do Estado (SEE), Ricardo Dantas, inauguraram, na última segunda-feira (2), a Escola Técnica Estadual (ETE) Professor Paulo Freire, em Carnaíba, no Sertão do Alto Pajeú. A unidade, que oferece o curso técnico, na modalidade médio integrado, em redes de computadores, também disponibilizará cursos técnicos a distância em recursos humanos, administração, informática e segurança do trabalho. 

“Educação é a base para a transformação de um país. Só por meio dela, é que podemos mudar a vida das pessoas e garantir a elas a oportunidade de se tornarem grandes cidadãos”, disse o chefe do executivo, Eduardo Campos, ao destacar que, a inauguração da Escola Técnica Professor Paulo Freire, de Caranaíba, faz parte de um conjunto de 20 já inauguradas em todo o Estado.

“Até 2014, serão 40 unidades. Porém, é importante destacar que, ter um prédio estruturado não garante uma escola de qualidade, pois a unidade de ensino deve ser formada por pessoas comprometidas. Vocês, professores, são responsáveis pelo futuro desses alunos. Agora, cabe a vocês ministrar uma boa aula para que os jovens se sintam motivados a estudar e, assim, alçar voos para um futuro promissor", disse o governador.

O secretário Ricardo Dantas destacou a boa época que o estado está vivendo. “Pernambuco vive um momento econômico diferenciado. Estamos na era do desenvolvimento e, por isso, é necessário qualificar os jovens do estado para o mercado que se abre, não apenas na capital, mas também no interior. Espero que vocês aproveitem a estrutura que estamos entregando hoje para se tornarem, no futuro, grandes cidadãos capazes de aproveitar o mercado que começa a se mostrar no Estado”, ressaltou Dantas.

O comerciante, José Eulálio da Silva, ficou feliz com a inauguração da escola. “Nossos filhos começam a ter uma oportunidade que antes achávamos impossível para uma pessoa de baixo poder aquisitivo e morador de um interior do Sertão. Hoje, educação é para todos e não apenas para os filhos dos ricos como ocorria na minha época. Hoje, qualquer pessoa tem a oportunidade de estudar e de conquistar uma carreira de sucesso”, destacou.

A aluna, Juliana de Lima, do 1º ano, da modalidade de ensino médio integrado, disse que vai aproveitar a oportunidade. “Vou estudar bastante para ser uma profissional de sucesso. Aqui, em Carnaíba, temos vários exemplos de destaques nas escolas da rede estadual. Vários alunos foram aprovados nas universidades públicas e quero fazer história aqui no município também”, frisou, complementando que pretende fazer vestibular para Ciências da Computação.         

A ETE de Carnaíba também vai beneficiar estudantes de municípios vizinhos como Flores, Triunfo, Afogados da Ingazeira e Tabira. O investimento foi de R$ 7,6 milhões. O terreno da escola tem 15 mil m², dos quais 4,6 mil m² são de área construída. O prédio da unidade foi projetado com dois pavimentos e acessibilidade total dos usuários. A escola conta com 12 salas de aula, seis laboratórios (informática, língua estrangeira, química, física, biologia e matemática), dois laboratórios específicos para cursos técnicos, auditório, biblioteca, quadra poliesportiva (coberta e com vestiário), refeitório, cantina e área de convivência (coberta, com vestiário, quiosques e mesas de xadrez).

A inauguração da ETE Professor Paulo Freire faz parte da política de expansão da rede de ensino profissional de Pernambuco. Até o fim de 2014, serão 40 unidades de ensino profissional. No último mês, governador e secretário de Educação inauguraram escolas técnicas nos municípios de Bezerros, Lajedo e Araripina. Além da ETE em Carnaíba, ainda serão inauguradas unidades em Camaragibe, Bonito, Gravatá, Santa Cruz do Capibaribe e São José do Egito.

Além disso, já foram assinadas as ordens de serviços para o início das obras de construção de escolas técnicas em municípios como São Lourenço da Mata, Arcoverde, Buíque, São Bento do Una, e no Recife – no bairro do Jordão. A previsão para conclusão das obras é de 12 meses.



Enviar Mensagem

Voltar